sexta-feira, 11 de julho de 2014

FESTA DE SÃO JOÃO MARIA VIANEY

A Comunidade de Casas Novas tem a alegria de convidar para a festa de seu padroeiro, no período de 27 de julho a 04 de agosto de 2014.

ANO DA ESPERANÇA

T
18h - ADORAÇÃO DO SANTÍSSIMO
19h – SANTA MISSA


 PARÓQUIA CRISTO REDENTOR
Capela São Cura d’Ars
Rua Santa Elisa, 742 – Casas Novas
Informações: (85)3286-3055

matrizcristoredentor@gmail.com

DIA - 27/07 – domingo
Liturgia: São Cura d’Ars
Barracas: São Cura d’Ars

FRUTO: Esperança – INTENÇÃO: pelos doentes.
 Ó São João Maria Vianney, que confiança tinham as multidões em vossas orações! Vós não podíeis sair sem estardes cercado de almas suplicantes que se dirigiam a vós. Obtende-me uma confiança profunda e filial em Sua adorável Providência. Que a esperança nos bens celestes encha meu coração de coragem e me ajude a praticar sempre os divinos mandamentos.

DIA - 28/07 – segunda
Liturgia: N Sra. de Fátima
Barracas: Missão

FRUTO: Caridade – INTENÇÃO: pelas obras de piedade, caridade e apostolado.
Ó São João Maria Vianney, quão grande foi a caridade da qual fizestes prova a Deus e ao próximo. Inspirai-me um maior amor de Deus, amor que se exprima mais por atos do que por palavras. Concedei-me amar a meu próximo generosa e cristãmente.

 DIA - 29/07 – terça
Liturgia: Vila Sto. Antônio
Barracas: Dízimo

FRUTO: contrição dos pecados – INTENÇÃO: pela conversão dos pecadores.
Ó São João Maria Vianney, que fostes sempre duro contra o pecado, mas sempre acolhedor e compassivo para com o pecador, eu venho a vós como se ainda vivêsseis, como se pudésseis me atender ajoelhado aos vossos pés. Inclinado a mim, vós escutais a confidência arrependida das minhas fraquezas e misérias. Sacerdote do Senhor, confessor infatigável, se isso não é nada mais que um sonho do meu coração, obtende-me pelo menos o horror ao pecado.

DIA - 30/07 – quarta
Liturgia: N Sra. Aparecida
Barracas: Pastoral da Saúde

FRUTO: hábito da confissão frequente – INTENÇÃO: pelas vocações sacerdotais e religiosas.
Ó São João Maria Vianney, vós sabeis que importância tem, na vida do cristão, uma confissão bem feita. Foi para buscar os felizes frutos da confissão para milhões de almas, que consentistes em ficar durante dezesseis horas por dia como que prisioneiro, sem ar e sem luz, entre as rudes madeiras de um confessionário. Ah! Eu percebo que, se tomo o excelente hábito da confissão frequente, se me preparo bem, se tenho sempre um arrependimento suficiente de minhas faltas, não somente minha perseverança final, mas a santificação da minha alma está assegurada.

DIA - 31/07 – quinta
Liturgia: Sagrada Família
Barracas: RCC

FRUTO: devoção à Santa Missa e à Comunhão – INTENÇÃO: pelo Santo Padre o Papa, pelos Bispos e pelos Sacerdotes.
Ó São João Maria Vianney, cujo grande e, frequentemente, único conforto nesse mundo miserável foi a Presença real de Jesus no sacrário, vossa grande alegria não era a de distribuir a Comunhão aos peregrinos que vos visitavam? Vós afastáveis da Santa Mesa as almas que recusavam a corrigir-se, mas às almas de boa vontade, abríeis de par em par as portas do festim eucarístico. Ó grande Santo, que cada dia na Santa Missa, comungastes com o ardor de um Serafim, concedei-me um pouco do vosso fervor. Com a graça de ter a alma limpa de qualquer pecado mortal, obtende-me o desejo sincero de aproveitar da comunhão, desta visita divina que embalsamava vosso coração.

DIA - 01/08 – sexta
Liturgia: Arpoadores
Barracas: Movimento Bíblico
FRUTO: vida de oração – INTENÇÃO: pelas Santas Missões.
Ó São João Maria Vianney, tornaram-se célebres os ataques infernais que tivestes de suportar. Para fazer-vos sucumbir ante a fadiga, de modo a abandonardes vossa missão sublime de convertedor, o demônio veio perturbar durante longos anos o curto repouso de vossas noites. Mas, vós o vencestes pela mortificação e oração. Ó poderoso Protetor, vós sabeis que o tentador deseja-me o mal e que ele odeia minha alma batizada e crente. Ele quer fazer-me cair no pecado para que eu perca o gosto pela virtude e pelos sacramentos. Mas, bom Santo de Ars, vós afastareis de mim as armadilhas do inimigo.

 DIA - 02/08 – sábado
Liturgia: Acólitos - GAST
Barracas: Filhos de Nazaré
FRUTO: prática da santa pureza – INTENÇÃO: pela juventude.
Ó São João Maria Vianney, uma testemunha de vossa vida, edificado pela modéstia e delicada pureza que se irradiavam de toda a vossa pessoa, fez de vós este magnífico elogio: “Parecia um anjo em carne mortal”. Com que atratividade e entusiasmo pregastes aos fiéis estas belas virtudes, cujo perfume, dizíeis, “assemelha-se ao de uma vinha em flor”. Eu vos peço, uni vossa intercessão à de Maria Imaculada e à de vossa cara e pequena Santa Filomena a fim de que eu guarde sempre, como Deus pede de mim, a pureza do meu coração. Vós que dirigistes tantas almas ao cume das virtudes, defendei-me contra as tentações e obtende-me a graça de sempre vencê-las.

DIA - 03/08 – domingo
Liturgia: Matriz Cristo Redentor
Barracas: Pastoral da Família

FRUTO: perseverança na graça de Deus – INTENÇÃO: pela Santa Igreja e pela nossa Administração Apostólica.
Ó São João Maria Vianney, vossos preciosos restos mortais repousam hoje em um magnífico relicário, presente dos padres da França. E essa glória terrena nada mais é do que uma pálida imagem da glória inefável que gozais junto de Deus. Desde o céu vos ouço dizer-me: “É necessário trabalhar e lutar enquanto se está neste mundo”. Ensinai-me, portanto, a trabalhar na salvação da minha alma, a dar o bom conselho e o bom exemplo, a fazer o bem em redor de mim, a fim de que tenha parte, como vós, na felicidade dos Eleitos.

DIA DA FESTA
04/08 – segunda
Liturgia: Nova Jerusalém
Barracas: Nova Jerusalém

terça-feira, 24 de junho de 2014

"A Voz da Região" acontece na Festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro

A Paróquia do Carlito Pamplona, dentro das comemorações da Festa de Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, sua padroeira, realiza o concurso "A Voz da Região".


A Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro está celebrando a Festa de sua Padroeira e dentro das comemorações realizou no domingo, dia 22, o evento "A mais bela voz católica" com as representações das paróquias e áreas pastorais de nossa Região. O concurso com o  objetivo de valorizar os intérpretes vocais de nossa região, veio abrilhantar ainda mais a festa com os talentos musicais de cada paróquia.


Dentre os convidados para a comissão julgadora, destacamos, Pe. Glailsom William, que já foi vigário de nossa região episcopal. Nossa paróquia, foi muito bem representada pela Michelle e Silvio, que ganharam o concurso em primeiro lugar. A eles, que já são conhecidos de todos nós pelo seu ministério exercido nas celebrações, missas e casamentos de nossa comunidade, nossos parabéns e agradecimentos pelo seu sim de cada dia.


A Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro na pessoa de seu administrador, Pe. Josemar Joaquim, SCJ, e ao Secretário da Região Episcopal Metropolitana Nossa Senhora da Assunção, nossos agradecimentos pelo convite.




sábado, 21 de junho de 2014

Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo

Na última quinta(19), celebramos a Solenidade do Santíssimo Corpo e Sangue de Cristo com missa e procissão solene saindo da Capela Nossa Senhora Aparecida. Na ocasião o Grupo dos Cerimoniários renovou suas promessas e admitiu mais um membro. 
A procissão, organizada pelo Terço dos Homens passou por algumas ruas de nossa comunidade com bênção em frente a Escola Lions Jangada, preparada pelo ECC e na  Praça Vicente Moreira, preparada pela Pastoral da Família.
Ao chegar na  Igreja Matriz foi dada mais uma bênção e celebrada  mais uma Missa pelo pároco Pe. Helton, NJ.






  

terça-feira, 17 de junho de 2014

Domingo de Pentecostes

Pentecostes já se tornou em nossa paróquia um grande momento de festa, a RCC, promoveu, a novena percorrendo grupos e comunidades e em preparação a Vigília, realizou o Tríduo de Pentecostes sempre antes da Celebração da Eucaristia, no dia 07, tivemos a Vigília presidida pelo nosso pároco.

No domingo a festa iniciou por volta de 13h30 com a presença do Ir. Danilo, NJ e Pe. Helton, NJ que fez a pregação e presidiu a Santa Missa. Tivemos ainda, a participação da Comunidade Hóstia Santa e Projeto Louvor e Alegria.

Nossa a gratidão a todos os que fizeram parte desta festa.






quarta-feira, 28 de maio de 2014

Solenidade de Pentecostes


       Entrando no mês de junho, estamos nos aproximando do encerramento do Tempo Pascal. O domingo de Pentecostes encerra este tempo sagrado de cinquenta dias em que caminhamos com o Cristo Ressuscitado. No Pentecostes se comemora o dom do Espírito Santo derramado sobre os apóstolos, os primórdios da Igreja e o início da sua missão a todos os povos, raças e nações. 



              Na semana antes, faz-se a Oração Pela Unidade dos Cristãos, este ano com o tema:  O “Acaso Cristo está dividido?”, conforme 1 Cor 1,1-17.  Em nossa paróquia a RCC celebra nos dias 04, 05 e 06/junho um tríduo em preparação a Solenidade de Pentecostes.

            A Festa de Pentecostes iniciará com a celebração da missa da vigília, que não tem um caráter batismal como a vigília da Páscoa, mas de oração intensa segundo o exemplo dos apóstolos e discípulos, que perseveravam unânimes em oração juntamente com Maria, a Mãe de Jesus, esperando a vinda do Espírito Santo. No domingo, dia 08, a Festa de Pentecostes continua na Igreja Matriz,  a partir de 13h, encerrando com a Santa Missa.

sábado, 24 de maio de 2014

Trezena de Santo Antônio

TREZENA DE
SANTO ANTÔNIO
1º a 13 de junho de 2014







SantoAntônio, espelho de todas as virtudes.



Todos os dias
18h - ADORAÇÃO DO SANTÍSSIMO
19h – SANTA MISSA
Encerrando dia 13 com Procissão, Missa Solene e Bênção do Pão de santo Antônio

PARÓQUIA CRISTO REDENTOR
Vila Santo Antônio
Rua Gomes Passos, 740
Informações: (85)3286-3055
Matrizcristoredentor@gmail.com
http://liturgiacristoredentor.blogspot.com.br


1º Dia - Santo Antônio, mestre do Evangelho
LITURGIA: Matriz Cristo Redentor
MÚSICA: Canção de Amor
BARRACAS: Vila Santo Antônio 

ORAÇÃO: Senhor, a vossa palavra é o alimento de nosso espírito e a luz em nosso caminho. Abri nosso coração para acolhê-la, nossa mente para entendê-la e motivai nossa vontade para praticá-la. Por intercessão de Santo Antônio, Mestre do Evangelho, fazei que consigamos orientar nossa vida pessoal, familiar e comunitária com a verdade libertadora de vossa palavra. Amém!

2º Dia – Santo Antônio, mestre da oração
LITURGIA: Vila Santo Antônio 
MÚSICA: Louvemos
BARRACAS: Vila Santo Antônio 

ORAÇÃO: Senhor, nós somos necessitados de mais vida e reconhecemos que vós sois a fonte de todos os bens. A vós recorremos na oração para nos manter em sintonia convosco. De coração arrependido, pedimos perdão de nossos pecados. De coração agradecido, vos louvamos pelas vossas maravilhas em favor da vida. Com Santo Antônio, mestre da oração, estamos em vossa presença como filhos. Amém!

3º Dia – Santo Antônio, mestre da verdade
LITURGIA: Pastoral do Dízimo
MÚSICA: Cristo Ativo
BARRACAS: Pastoral do Dízimo

ORAÇÃO: Ó Santo Antônio, homem cheio de sabedoria, que através de teus ensinamentos, foste uma luz para a Igreja, ilumina o nosso caminho com a verdade do Evangelho e ensina a nossa sociedade a distinguir o bem do mal, para que jamais nos deixemos envolver pelas trevas do erro e da mentira. Por Cristo, na unidade do Espírito Santo. Amém!

4º Dia – Santo Antônio modelo de fé
LITURGIA: Renovação Carismática
MÚSICA: Novo Israel
BARRACAS: Renovação Carismática

ORAÇÃO: Senhor, nós vos agradecemos pelo dom da fé que nos faz ver além das aparências as pessoas e os fatos. Fazei que nos dediquemos continuamente no crescimento da fé, pelo conhecimento da vossa palavra, pela oração e pela busca sincera da verdade. Que o exemplo de Santo António nos ajude a viver uma fé sincera e corajosa, forte e segura. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, na unidade do Espírito Santo. Amém!

5º Dia – Santo Antônio modelo de esperança
LITURGIA: Sagrada Família
MÚSICA: Michelle & Silvio
BARRACAS: Sagrada Família

ORAÇÃO: Senhor, como faz bem ter esperança e cultivar a esperança. Em vós nossas esperanças sempre encontram resposta. E a cada resposta que vem de vós, nasce uma nova esperança. Nós vos pedimos, Senhor, que nosso coração seja fortalecido pela virtude da esperança e que nosso olhar se fixe lá onde se encontram as verdadeiras e eternas alegrias. Com Santo Antônio, renovai nossas esperanças em Jesus Cristo, na unidade do Espírito Santo. Amém!

6º Dia – Santo Antônio modelo de amor
LITURGIA: São Cura d’Ars
MÚSICA: Cristo Luz
BARRACAS: São Cura d’Ars

ORAÇÃO: Senhor, vós sois amor revelado na Trindade. Por amor nos criastes e por amor nos sustentais. No amor nos salvastes e no amor nos destes o primeiro e o maior de todos os mandamentos. Com Santo António, modelo de amor, possamos nos dedicar ao vosso serviço, no serviço dos irmãos. Senhor, que vosso amor se torne sempre mais a grande força transformadora do mundo. Por Cristo, na unidade do Espírito Santo. Amém!

 


 7º Dia – Santo Antônio e Jesus Cristo
LITURGIA: Nova Jerusalém
MÚSICA: Esplendor de Cristo
BARRACAS: Vila Santo Antônio

ORAÇÃO: Senhor, vós revelastes o vosso amor, vossa bondade, vosso perdão e vossa imagem em Cristo Jesus. Fazei que possamos reconhecê-lo e amá-lo, segui-lo e indicá-lo sempre aos nossos irmãos, pelo exemplo de vida, por nossas boas obras e pela nossa palavra. Por intercessão de Santo António, fazei que nossa fé seja sempre mais viva e nossa missão sempre mais corajosa e fiel. Amém!

8º Dia – Santo Antônio e o Espírito Santo
LITURGIA: Pastoral Familiar
MÚSICA: Novo Amanhecer
BARRACAS: Pastoral Familiar

ORAÇÃO: Ó Deus, vosso Espírito criou do nada todas as coisas; tornou-se a força dos profetas e a coragem dos mártires. Pelo Espírito Santo, vosso Filho foi concebido no seio de Maria e por ele nasceu a Igreja no mundo. Vosso Espírito fez de António o santo de todos os povos e o pregador de vossa Palavra. Que sua luz nos ilumine sempre e nos transforme, de pecadores que somos, em santos para vossa glória. Amém!

9º Dia- Santo Antônio e Maria
LITURGIA: Nossa Senhora de Fátima
MÚSICA: Projeto Louvor & Alegria
BARRACAS: Nossa Senhora de Fátima

ORAÇÃO (De Santo Antônio): Rainha nossa, insigne Mãe de Deus, nós te pedimos: faze com que nossos corações fiquem repletos da graça divina e resplandeçam de alegria celeste. Fortalece-os com a tua fortaleza e enriquece-os de virtudes. Derrama sobre nós o dom da misericórdia, para que obtenhamos o perdão de nossos pecados. Ajuda-nos a viver de modo a merecer a glória e a felicidade do céu. Amém!

 10º Dia – Santo Antônio e a Eucaristia

LITURGIA: Movimento Bíblico
MÚSICA: Shalom
BARRACAS: Movimento Bíblico

ORAÇÃO: Senhor Jesus Cristo, que na Eucaristia nos deixastes o memorial da vossa Páscoa, concedei-nos a graça de que este mistério do vosso Corpo e do vosso Sangue realize a redenção e transforme a nossa vida numa comunhão sempre mais plena convosco e com os irmãos. Vós que viveis e reinais na unidade do Espírito Santo. Amém!

11º Dia – Santo Antônio e a Cruz
LITURGIA: Nossa Senhora Aparecida
MÚSICA: Torre de Davi
BARRACAS: Vila Santo Antônio

ORAÇÃO: Senhor, o vosso amor se manifesta de infinitos modos, mas o maior gesto de amor ficou selado na Cruz redentora de vosso Pilho. “Ninguém tem maior amor do que aquele que dá a vida pelos seus”. Senhor, a Cruz também foi assumida por Santo Antônio e anunciada como o grande sinal da Ressurreição. Dai-nos fé e coragem para tomá-la a cada dia e seguir-vos na doação pêlos irmãos. Amém!

12º Dia – Santo Antônio e a missão
LITURGIA: Terço dos Homens
MÚSICA: Obra de Deus
BARRACAS: Vila Santo Antônio

ORAÇÃO: Senhor, vós nos criastes sem nós, mas sem nós não nos salvareis. Como aconteceu com Santo António, fazei que entendamos a nossa missão neste mundo, junto a nossa família e a nossa comunidade. Que ninguém de nós passe por este mundo na indiferença e na omissão. Com vossa ajuda e a proteção de Santo António possamos produzir frutos de justiça e de paz, de fraternidade e amor, em Cristo, na unidade do Espírito Santo. Amém!

13º Dia – Santo Antônio e à eternidade
LITURGIA: Matriz Cristo Redentor
MÚSICA: Precioso Dom
BARRACAS: Vila Santo Antônio

PALAVRA DO SANTO: “Então teus olhos serão realmente saciados, porque verás aquele que tudo vê… Então tua alma será realmente uma rainha, ela que agora é uma escrava aqui no exílio; teu corpo ficará repleto de felicidade e tua alma será glorificada. Teu coração dilatar-se-á numa alegria indescritível”.

ORAÇÃO: Senhor, Deus da vida, vós nos criastes para vós, e o nosso coração estará inquieto até que em vós não repouse. Concedei-nos a graça de caminhar decididos rumo à Pátria celeste para a qual nos dirigimos, sem esquecer o bem que nos cabe realizar nesta vida para obtermos a vida eterna. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!

 13º Dia – Santo Antônio e à eternidade
LITURGIA: Matriz Cristo Redentor
MÚSICA: Precioso Dom
BARRACAS: Vila Santo Antônio

ORAÇÃO: Senhor, Deus da vida, vós nos criastes para vós, e o nosso coração estará inquieto até que em vós não repouse. Concedei-nos a graça de caminhar decididos rumo à Pátria celeste para a qual nos dirigimos, sem esquecer o bem que nos cabe realizar nesta vida para obtermos a vida eterna. Por Nosso Senhor Jesus Cristo, vosso Filho, na unidade do Espírito Santo. Amém!

RESPONSÓRIO DE SANTO ANTÔNIO
Se milagres tu procuras. 
Pede logo a Santo Antônio.
Fogem dele as desventuras.
Erros males e o demônio.
Torna manso o iroso mar.
Das prisões quebra as correntes.
Bens perdidos faz achar.
E dá saúde aos doentes.
Em qualquer necessidade.
Presta auxílio soberano.
De sua alta caridade.
Vale a voz dos paduanos.
Glória seja dada ao Pai.
E ao Filho nosso bem.
E ao Espírito Santo.
Por séculos sem fim
.


sexta-feira, 9 de maio de 2014

Mensagem para o Dia Mundial de Oração pelas Vocações, IV Domingo da Páscoa, domingo do Bom Pastor

“Vocações, testemunho da verdade”
Amados irmãos e irmãs!
1. Narra o Evangelho que «Jesus percorria as cidades e as aldeias (…). Contemplando a multidão, encheu-Se de compaixão por ela, pois estava cansada e abatida, como ovelhas sem pastor. Disse, então, aos seus discípulos: “A messe é grande, mas os trabalhadores são poucos. Rogai, portanto, ao Senhor da messe para que envie trabalhadores para a sua messe”» (Mt 9, 35-38). Estas palavras causam-nos surpresa, porque todos sabemos que, primeiro, é preciso lavrar, semear e cultivar, para depois, no tempo devido, se poder ceifar uma messe grande. Jesus, ao invés, afirma que «a messe é grande». Quem trabalhou para que houvesse tal resultado? A resposta é uma só: Deus. Evidentemente, o campo de que fala Jesus é a humanidade, somos nós. E a ação eficaz, que é causa de «muito fruto», deve-se à graça de Deus, à comunhão com Ele (cf. Jo 15, 5). Assim a oração, que Jesus pede à Igreja, relaciona-se com o pedido de aumentar o número daqueles que estão ao serviço do seu Reino. São Paulo, que foi um destes «colaboradores de Deus», trabalhou incansavelmente pela causa do Evangelho e da Igreja. Com a consciência de quem experimentou, pessoalmente, como a vontade salvífica de Deus é imperscrutável e como a iniciativa da graça está na origem de toda a vocação, o Apóstolo recorda aos cristãos de Corinto: «Vós sois o seu [de Deus] terreno de cultivo» (1 Cor 3, 9). Por isso, do íntimo do nosso coração, brota, primeiro, a admiração por uma messe grande que só Deus pode conceder; depois, a gratidão por um amor que sempre nos precede; e, por fim, a adoração pela obra realizada por Ele, que requer a nossa livre adesão para agir com Ele e por Ele.
2. Muitas vezes rezamos estas palavras do Salmista: «O Senhor é Deus; foi Ele quem nos criou e nós pertencemos-Lhe, somos o seu povo e as ovelhas do seu rebanho» (Sal 100/99, 3); ou então: «O Senhor escolheu para Si Jacob, e Israel, para seu domínio preferido» (Sal 135/134, 4). Nós somos «domínio» de Deus, não no sentido duma posse que torna escravos, mas dum vínculo forte que nos une a Deus e entre nós, segundo um pacto de aliança que permanece para sempre, «porque o seu amor é eterno!» (Sal 136/135, 1). Por exemplo, na narração da vocação do profeta Jeremias, Deus recorda que Ele vigia continuamente sobre a sua Palavra para que se cumpra em nós. A imagem adotada é a do ramo da amendoeira, que é a primeira de todas as árvores a florescer, anunciando o renascimento da vida na Primavera (cf. Jr 1, 11-12). Tudo provém d’Ele e é dádiva sua: o mundo, a vida, a morte, o presente, o futuro, mas – tranquiliza-nos o Apóstolo – «vós sois de Cristo e Cristo é de Deus» (1 Cor 3, 23). Aqui temos explicada a modalidade de pertença a Deus: através da relação única e pessoal com Jesus, que o Batismo nos conferiu desde o início do nosso renascimento para a vida nova. Por conseguinte, é Cristo que nos interpela continuamente com a sua Palavra, pedindo para termos confiança n’Ele, amando-O «com todo o coração, com todo o entendimento, com todas as forças» (Mc 12, 33). Embora na pluralidade das estradas, toda a vocação exige sempre um êxodo de si mesmo para centrar a própria existência em Cristo e no seu Evangelho. Quer na vida conjugal, quer nas formas de consagração religiosa, quer ainda na vida sacerdotal, é necessário superar os modos de pensar e de agir que não estão conformes com a vontade de Deus. É «um êxodo que nos leva por um caminho de adoração ao Senhor e de serviço a Ele nos irmãos e nas irmãs» (Discurso à União Internacional das Superioras Gerais, 8 de maio de 2013). Por isso, todos somos chamados a adorar Cristo no íntimo dos nossos corações (cf. 1 Ped 3, 15), para nos deixarmos alcançar pelo impulso da graça contido na semente da Palavra, que deve crescer em nós e transformar-se em serviço concreto ao próximo. Não devemos ter medo: Deus acompanha, com paixão e perícia, a obra saída das suas mãos, em cada estação da vida. Ele nunca nos abandona! Tem a peito a realização do seu projeto sobre nós, mas pretende consegui-lo contando com a nossa adesão e a nossa colaboração.
3. Também hoje Jesus vive e caminha nas nossas realidades da vida ordinária, para Se aproximar de todos, a começar pelos últimos, e nos curar das nossas enfermidades e doenças. Dirijo-me agora àqueles que estão dispostos justamente a pôr-se à escuta da voz de Cristo, que ressoa na Igreja, para compreenderem qual possa ser a sua vocação. Convido-vos a ouvir e seguir Jesus, a deixar-vos transformar interiormente pelas suas palavras que «são espírito e são vida» (Jo 6, 63). Maria, Mãe de Jesus e nossa, repete também a nós: «Fazei o que Ele vos disser!» (Jo 2, 5). Far-vos-á bem participar, confiadamente, num caminho comunitário que saiba despertar em vós e ao vosso redor as melhores energias. A vocação é um fruto que amadurece no terreno bem cultivado do amor uns aos outros que se faz serviço recíproco, no contexto duma vida eclesial autêntica. Nenhuma vocação nasce por si, nem vive para si. A vocação brota do coração de Deus e germina na terra boa do povo fiel, na experiência do amor fraterno. Porventura não disse Jesus que «por isto é que todos conhecerão que sois meus discípulos: se vos amardes uns aos outros» (Jo 13, 35)?
4. Amados irmãos e irmãs, viver esta «medida alta da vida cristã ordinária» (João Paulo II, Carta ap. Novo millennio ineunte, 31) significa, por vezes, ir contra a corrente e implica encontrar também obstáculos, fora e dentro de nós. O próprio Jesus nos adverte: muitas vezes a boa semente da Palavra de Deus é roubada pelo Maligno, bloqueada pelas tribulações, sufocada por preocupações e seduções mundanas (cf. Mt 13, 19-22). Todas estas dificuldades poder-nos-iam desanimar, fazendo-nos optar por caminhos aparentemente mais cômodos. Mas a verdadeira alegria dos chamados consiste em crer e experimentar que o Senhor é fiel e, com Ele, podemos caminhar, ser discípulos e testemunhas do amor de Deus, abrir o coração a grandes ideais, a coisas grandes. «Nós, cristãos, não somos escolhidos pelo Senhor para coisas pequenas; ide sempre mais além, rumo às coisas grandes. Jogai a vida por grandes ideais!» (Homilia na Missa para os crismandos, 28 de Abril de 2013). A vós, Bispos, sacerdotes, religiosos, comunidades e famílias cristãs, peço que orienteis a pastoral vocacional nesta direção, acompanhando os jovens por percursos de santidade que, sendo pessoais, «exigem uma verdadeira e própria pedagogia da santidade, capaz de se adaptar ao ritmo dos indivíduos; deverá integrar as riquezas da proposta lançada a todos com as formas tradicionais de ajuda pessoal e de grupo e as formas mais recentes oferecidas pelas associações e movimentos reconhecidos pela Igreja» (João Paulo II, Carta ap. Novo millennio ineunte, 31).
Disponhamos, pois, o nosso coração para que seja «boa terra» a fim de ouvir, acolher e viver a Palavra e, assim, dar fruto. Quanto mais soubermos unir-nos a Jesus pela oração, a Sagrada Escritura, a Eucaristia, os Sacramentos celebrados e vividos na Igreja, pela fraternidade vivida, tanto mais há de crescer em nós a alegria de colaborar com Deus no serviço do Reino de misericórdia e verdade, de justiça e paz. E a colheita será grande, proporcional à graça que tivermos sabido, com docilidade, acolher em nós. Com estes votos e pedindo-vos que rezeis por mim, de coração concedo a todos a minha Bênção Apostólica.
Vaticano, 15 de Janeiro de 2014
Francisco

sexta-feira, 2 de maio de 2014

Abertura do Mês Mariano

Nesta quinta-feira, celebramos durante todo o dia, nossa queria mãe, Maria. A Comunidade Família Novo Israel promoveu seu XIII Encontro Mariano com o tema: "A simplicidade de Maria me ensina a ser missionário e a dar testemunho". O encontro foi realizado na Escola Lions Jangada, tendo iniciado às 08h. 



Oração, louvor, intercessão, fraternidade e testemunho marcaram o evento. Destacamos, dentre os momentos marcantes, a pregação e adoração na parte da tarde que foi ministrada pelo  Sr Junior da Comunidade Raboni de Maria, além da Santa Missa, Votiva a Nossa Senhora, que encerrou o encontro.



Nossa gratidão a todos os que estiveram presentes em mais este evento, e que Maria, nossa querida mãe, nos abençoe e nos guarde durante todo este mês tão especial.



terça-feira, 29 de abril de 2014

Festa da Divina Misericórdia 2014


A Festa da Divina Misericórdia, instituída por São João Paulo II, em nossa paróquia foi realizada na Igreja Matriz tendo como pregadores Pe. Erasmo Holanda e  Irmã Aíla Pinheiro de Andrade, ambos do Instituto nova Jerusalém. A Solene Celebração de encerramento foi presidida pelo pároco, Pe. Helton Maia, NJ.


"Em Sua Grande Misericórdia renascemos para Esperança Viva". Este foi o tema abordado durante este domingo, o II da Páscoa,  Domingo da Divina Misericórdia. A data foi instituída pelo, na época, Papa João Paulo II, em 30 de abril do ano de 2000. Durante este dia, a Igreja convida a todos a realizarem a Festa da Misericórdia como forma de reconhecer e dar graças pela Misericórdia Divina.


A festa teve início pela manhã, com a animação DSC05194do Ministério de Música Effatha da Paróquia Nossa Senhora Aparecida - Praia do Futuro, logo em seguida Pe. Erasmo Holanda, NJ afalou sobre a vida e as canonizações do dos Papas, agora santos São João XXIII e São João Paulo II.








DSC05245Ao término da formação o Pe. Erasmo expôs o Santíssimo Sacramento, e conduziu um forte momento de oração, ressaltando a misericórdia do Senhor para com cada um de nós pecadores, “Esta festa deve ser um refúgio e abrigo para todas as almas, especialmente para os pecadores” (Diário 699,) percebia-se Deus tocando o coração de cada um que ali estava, por volta das 12h00 encerrou a parte da manhã.





DSC05385A tarde a animação ficou por conta do  PLA (Projeto Louvor e Alegria) e em seguida a formação com Ir. Aila de Andrade, NJ . Na hora da Misericórdia, 15h tivemos o grande Momento da Misericórdia, onde o Santíssimo foi exposto pelo Seminarista da Arquidiocese de Fortaleza, Reginaldo Aragão, que recitou o Terço da Misericórdia e ministrou uma oração de intercessão e de avivamento da confiança em Deus.







DSC05411

"Desejo que a Festa de Misericórdia seja refúgio e abrigo para todas as almas, especialmente para os pecadores. Nesse dia estão abertas as entranhas da minha Misericórdia. Derramo todo o mar de graças nas almas que se aproximarem da fonte da minha Misericórdia. A alma que se confessar e comungar alcançará o perdão das culpas e castigos. Nesse dia estão abertas todas as comportas divinas, pelas quais fluem as graças... “(Diário no.699).



A Celebração Eucarística concluiu a Festa da Misericórdia, sob a presidência do Pe. Helton Reis Maia, NJ, Pároco de Cristo Redentor. A Celebração foi animada pelo Ministério de Música Esplendor de Cristo juntamente com Márcia e Cláudio do Novo amanhecer, Junior, CCFNI, Mateus Costa, Klinger.

Na ocasião a Comunidade Hóstia Santa realizou uma campanha de doação de alimentos não perecíveis como ação de misericórdia com nossos irmãos necessitados.

FONTE: http://comunidadehostiasanta.blogspot.com.br/



DSC05514











DSC05535

quinta-feira, 20 de março de 2014

Ir. Maria dos Anjos e Ir. Lindalva Miranda, toda uma vida entregue a Deus e a seu povo

Lembramos hoje: Ir Lindalva Miranda, SFCM e Ir Maria dos Anjos, NJ, duas religiosas que com o seu 'sim' foram entregues totalmente ao anúncio do Evangelho em nossa comunidade.

Ir. Maria dos Anjos, foi importante colaboradora no início do Instituto Nova Jerusalém. Colaboradora porque, no começo, ela não era membro da Nova Jerusalém, pois pertencia a outra congregação religiosa, as filhas de Santa Tereza. Possuía longa experiência na catequese da paróquia Cristo Redentor, onde ajudava as jovens catequistas com formações. Como a irmã Maria Anjos era uma religiosa experiente, a pedido do padre Caetano, ela colocou-se à disposição dessa nova comunidade, como primeira formadora, orientando as jovens vocacionadas na vida religiosa e vivência fraterna com os irmãos. Continuou ajudando a Nova Jerusalém durante muitos anos. Mas, com o passar do tempo decidiu tornar-se membro dessa Comunidade, após tantos anos de exclaustração de sua congregação de origem. Sua entrada na Nova Jerusalém se deu numa época muito delicada, quando muitas vocações tinham saído. Sua decisão pela Nova Jerusalém trouxe segurança às novas religiosas que havia entrado na Comunidade. Assim, dedicou o resto de sua vida à Nova Jerusalém até o dia em que o Senhor Jesus Cristo a chamou para a Jerusalém Celeste, no dia 20 de abril de 2000.



Lindalva Miranda, nasceu em Fortaleza em 02 de maio de 1913, seus pais, Sérgio Augusto de Miranda e Dulce Rodrigues Miranda. Em janeiro de 1959 com o falecimento de sua mãe, Lindalva passa a morar religiosa das Filhas do Coração de Maria.  Em 1959 a pedido do Padre Hélio Campos inicia-se um trabalho na Comunidade denominada Japão. Para lá vai Lindalva Miranda, Filha do Coração de Maria, e dedica-se ao trabalho com o povo bem pobre daquela Comunidade na Catequese e alfabetização. Francisca Cândido também ajuda como enfermeira faz muitos partos. Logo depois, com a criação da Paróquia Cristo Redentor, continuou seu trabalho com Pe. Caetano, na nova paróquia, foi secretária da paróquia e do centro comunitário, assumiu trabalhos pastorais e sociais, sempre acompanhando os passos de Pe. Caetano, inclusive rumo ao céu no dia 20 de março de 2010, poucos meses depois.